quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Transferência de Ozil para o Arsenal ainda gera polêmica no Real Madrid

Transferência de Özil para o Arsenal ainda gera polêmica no Real Madrid. Florentino Peréz e o pai do jogador trocaram farpas!

Apresentação de Özil no Arsenal
Apresentação de Özil no Arsenal
Nem mesmo a chegada de Gareth Bale, que foi o jogador mais disputado pelos clubes europeus, abafou por completo a saída de Mesut Özil do Real Madrid no último dia da janela de transferências. O alemão foi vendido por 50 milhões de euros para o Arsenal e gerou muita polêmica dentro do clube espanhol. Um dos mais insatisfeitos com o fato foi justamente o craque do time, Cristiano Ronaldo. O meia canhoto era o principal “garçom” do português, que cansou de fazer gols através de passes açucarados vindos do ex-camisa 10 merengue.  Sem falar que o recém-chegado Bale poderia ser uma ameaça ao trono de CR7 no Real. Casillas, Sergio Ramos e Pepe também lamentaram a venda de Özil.

Entre os sócios, torcedores e acionistas também existem insatisfações com a saída do alemão. O canhoto era o principal armador de jogadas da equipe e não deixou um substituto com as mesmas características no elenco. Rápido, habilidoso e espetacular passador, Özil despertou o interesse de Wenger em contar com o meia. Poucos acreditavam que o francês iria desembolsar 50 milhões de euros por um jogador. Esse foi o grande investimento do Arsenal nos últimos anos. José Mourinho, que treinava o alemão no Real Madrid foi outro que aproveitou para tirar uma “casquinha” do ex-clube. O português falou que Özil é incomparável e que seu estilo de jogo tem um pouco de Zidane e Figo.

Nesta semana o presidente do Real, Florentino Pérez, disse que a saída de Özil foi por motivos disciplinares. O mandatário relatou que o alemão era um festeiro e estava exagerando nas noitadas em Madrid, comprometendo o seu desempenho em campo. As declarações revoltaram o pai do jogador, que acusou Pérez de ser um homem mentiroso, sem honra e ainda ameaçou fazer revelações sobre a negociação com o Arsenal. Pronto, armou-se a confusão! Agora, resta a dúvida: Ancelotti realmente não gostava do futebol de Özil ou havia uma ordem do presidente para não escalar o jogador? Como Ancelotti não tem nada de burro, aposto na 2ª opção.

Özil, que será figura certa na próxima Copa do Mundo, agora tem um novo desafio: fazer novamente do Arsenal um clube competitivo. O clube Inglês vem caindo de rendimento ano após ano e já não consegue brigar por títulos importantes. Sem dúvida, uma grande oportunidade para o alemão mostrar o seu talento e que pode ser protagonista no futebol europeu.

0 comentários:

Postar um comentário