in

Investimento de Risco? Contratação de Jô pelo Corinthians divide opiniões

O Corinthians recentemente
anunciou o retorno do centroavante Jô, cria do Parque São Jorge. Aos 29 anos, o
jogador possui um histórico bastante irregular na carreira, além de casos de
indisciplina em alguns clubes. Entre salários e valores referentes a sua
transferência, o atacante receberá mais de R$ 450 mil mensais no timão em um
contrato com duração de 3 anos. A verdade é que o negócio realizado não foi uma
unanimidade positiva entre os torcedores e sofreu duras contestações por parte da
imprensa.
Diante do passado conturbado
do centroavante, imaginava-se que o contrato de Jô teria cláusulas de
produtividade por partidas realizadas e gols marcados. Algo que não aconteceu.
O alto valor de salários também é motivo de polêmica. Há dois anos fora do Brasil
(passagens pelos Emirados Árabes e China), o jogador já havia saído do Atlético
Mineiro em baixa, mesmo disputando a Copa do Mundo de 2014. Desta forma, por que tamanha valorização? A cereja do bolo
foi o pagamento de uma comissão para o empresário que intermediou a negociação
(Giuliano Bertolucci), sendo que não havia nenhum impedimento para contatar o jogador
de forma direta. Um fato, no mínimo, estranho.

Com passagens incontestáveis
apenas no CSKA (2006-07) e no Galo mineiro (2013), a trajetória de Jô é
bastante irregular. O Corinthians precisava de um atacante de referência
goleador. Resta saber se o nome escolhido dará conta do recado. Com um 2016
bastante fraco, a fiel certamente fará bastante pressão por resultados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que você achou?

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Confira o perfil completo de Miguel Borja, a máquina de fazer gols do Atlético Nacional

‘Di Marinho’? Atacante faz chover na reta final do Brasileirão e vira trunfo do Vitória para se manter na série A