874

   

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Disputa por Conca mostra que o clássico camisa 10 continua bastante valorizado no futebol brasileiro

O interesse de diversos clubes no futebol de Darío Conca nesse início de temporada 2015 é sintomático: o clássico camisa 10 ainda é bastante valorizado no futebol brasileiro. Conca não é alto, forte e tampouco veloz. Porém, sua técnica e capacidade de armar as jogadas da equipe são raras no atual padrão do mundo bola e admiradas pela maioria dos treinadores, afinal, este jogador organiza o time dentro de campo.

Atualmente no Fluminense, Conca é alvo de Corinthians, São Paulo, Flamengo e outros clubes estrangeiros (principalmente chineses). O argentino não é nem de longe um jogador barato. Seu salário beira os R$ 700 mil mensais. Resultado da pouca oferta qualificada que o mercado oferece. Quem tem o seu camisa 10 não quer perdê-lo. O Grêmio obrigou-se a recontratar Douglas, do Vasco e o Cruzeiro desembolsou uma bela quantia para ter o uruguaio De Arrascaeta. O Inter tem D’Alessandro, o São Paulo, Ganso e quando quando não está lesionado, Valdívia cumpre a função no Palmeiras. O jovem Lucas Lima foi outro que conseguiu dar uma bela resposta no Santos atuando nesta posição.

O futebol realmente mudou. Está mais dinâmico, veloz e objetivo. Mesmo assim, o meia-armador continua cada vez mais valorizado. Além do mais, não é preciso ser rápido para dar velocidade às jogadas. Basta pensar antes do adversário.

0 comentários:

Postar um comentário

Anúncio