in

Com Fàbregas, Hazard e Diego Costa, Mourinho monta o Chelsea mais forte dos últimos anos

Quando José Mourinho reassumiu o comando do Chelsea na temporada passada, sua missão era bem clara:
reformular o elenco do clube e tornar a equipe capaz de ganhar novos títulos. Mostrando
a competência habitual, o treinador trouxe reforços pontuais de muita qualidade
(Diego Costa, Fábregas, Filipe Luís e Courtois), para montar o Chelsea mais
forte dos últimos anos. Líder absoluto e invicto do Campeonato Inglês até a 11ª
rodada, os blues vêm forte para conquistar a Premier League e brigar em
condições de igualdade com os gigantes da Europa na Champions.
Atuando com o esquema
4-2-3-1, o Chelsea não vem dando chances aos seus adversários. Embora o time
esteja longe dos shows protagonizados por Real Madrid e Bayern de Munique, a
equipe de Mourinho mostra eficiência em todos os setores. A defesa ganhou os
reforços do sempre regular Filipe Luis e da muralha Courtois, ambos do Atlético
de Madrid. Fàbregas, outro que veio da Espanha, caiu como uma luva no esquema
do português. Atuando como segundo jogador de meio-campo (mesma posição dos
tempos de Arsenal
), o jogador divide com Oscar a tarefa de armação das jogadas.
Matic, uma aposta de Mourinho desde o ano passado, é outro destaque atuando
como 1º volante.
Para acabar com a falta de
gols, o clube de Londres desembolsou perto de 120 milhões de reais para tirar
Diego Costa do Atlético de Madrid. O camisa 9 ignorou o chamado tempo de
adaptação e vem empilhando gols de todas as formas. A forte equipe de Mourinho
ainda conta com Hazard, um dos principais jogadores do mundo na atualidade. O
belga desequilibra nas jogadas individuais e é praticamente imparável no mano a
mano. O treinador também possui com boas peças no elenco (Drogba, Willian,
Ramires, Schurrle
), capazes de manter elevada a qualidade da equipe.

Dificilmente o Chelsea
deixará de conquistar um grande título na temporada 2014/2015. Aliás, Mourinho sempre
venceu o título Nacional no primeiro ou segundo ano quando esteve comandando
uma equipe. Como a taça do ano anterior ficou com o Manchester City, os
torcedores do clube já estão esfregando as mãos. E não é à toa. Mais uma vez o
polêmico ‘The Special One’ mostra que sabe montar um time competitivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que você achou?

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Lentidão, erros de Abel e grupo fraco. Goleada de 5×0 contra a Chapecoense expôs as limitações do Inter

Martino banca suposta disputa interna e Tevez volta à Seleção Argentina 3 anos e meio depois