terça-feira, 8 de julho de 2014

Seleção alemã aposta no entrosamento do Bayern de Munique e tem inspiração em Guardiola

Além de contar com jogadores de qualidade em seu grupo, a seleção da Alemanha possui um trunfo importante nesta Copa do Mundo: o entrosamento do Bayern de Munique.  Entre os titulares da equipe, 6 jogadores pertencem ao atual campeão alemão (Neuer, Lahm, Boateng, Kroos, Schweinsteiger e Müller, podendo até ser 7, quando Gotze atua como titular). Se a maioria das Seleções possui pouco tempo para que o time atinja um conjunto ideal, os germânicos, treinados por Joachim Löw, se conhecem muito bem.

Outra característica marcante na Seleção da Alemanha é a inspiração em Guardiola, o atual técnico do Bayern de Munique. O comandante espanhol trouxe a filosofia de jogo que era aplicada no Barcelona ao time alemão. Se antes o time de Joachim Löw era bastante objetivo, agora a posse de bola e a paciência passaram a ser a tônica. A própria escalação da equipe sem um centroavante de referência foi adotada, assim como a linha defensiva jogando adiantada e o goleiro Neuer fazendo a função de um líbero. Até a questionada escalação do lateral Lahm na 1ª função de meio-campo tornou-se habitual.

Certamente o Brasil enfrentará o adversário mais forte em sua trajetória até aqui na Copa do Mundo. Embora a Alemanha não esteja realizando grandes partidas, inegavelmente o time alemão é bastante competitivo e talentoso. Além de estar invicto há 16 jogos. Sem Neymar, a Seleção Brasileira precisará se superar para chegar à final. Olho vivo em Kroos e Schweinsteiger. Os dois ditam o ritmo no meio-campo e possuem incrível facilidade para realizar lançamentos longos e viradas de jogo. O habilidoso Ozil, que deverá jogar em cima do lateral Marcelo, é outra preocupação. Sem falar no goleador Müller. A bola parada também é um trunfo dos germânicos. O jogo será uma pedreira.  

0 comentários:

Postar um comentário