segunda-feira, 9 de junho de 2014

Fernandão Eterno! Ídolo colorado deixa a vida para virar um Mito na história do Internacional!

Por: Eduardo Miranda 09/06/2014, atualizado em 07/06/2017

Fernandão não tinha a mesma técnica de Carpegiani e D'Alessandro ou a genialidade de Paulo Roberto Falcão, porém ficará marcado como o maior jogador da história do Internacional. O camisa 9 foi o símbolo máximo do time que deu início ao renascimento dos dias de glória para os colorados. Fundamental, dentro e fora de campo, Fernandão sabia a exata importância de representar e honrar o manto vermelho. Não nasceu colorado, mas acabou tendo o sangue "contaminado" por milhões de apaixonados torcedores. Seu caráter irrepreensível e o comportamento de liderança, somados à qualidade técnica e os títulos conquistados, transformaram sua figura em herói intocável no Beira-Rio.

Os colorados podem dizer que a linha do tempo do clube se divide em A.F. e D.F. (antes e depois de Fernandão), cuja era iniciou-se em 2004. Responsável por levantar a taça da 1ª Libertadores da América e do Mundial de Clubes da FIFA, ambos em 2006, o jogador tornou-se um divisor de águas no Beira-Rio. A partir desses feitos, o clube virou recordista em sócios na América Latina, além de conquistar o status de "Campeão de Tudo"! Com tantas lembranças marcantes, Fernandão jamais será esquecido pelos colorados. Podemos escolher entre o "gol mil em grenais", a conquista do mundo, a palestra memorável antes do jogo contra o Barcelona, o mestre de cerimônias na inauguração do novo Beira-Rio, a folclórica festa de comemoração com a torcida na volta do Japão. Certamente cada fã guarda uma imagem preferencial.

A fatídica e precoce morte do jogador, ironicamente, contribuiu ainda mais para a formação do mito sobre o camisa 9. A comprovação deste fato aconteceu com a aglomeração da torcida em frente ao estádio Beira-Rio, pouco tempo depois da tragédia, para homenagear o craque, e a estátua de bronze em tamanho real de F9 instalada no acesso de entrada ao estádio. Fernandão não é apenas um ídolo do clube. Para os torcedores, ele é uma espécie de Messias, responsável por trazer novamente a alegria e o orgulho a milhões de fiéis colorados que tanto sonhavam com esses dias de glórias. Olhando por este lado, sua missão na terra já havia sido cumprida com perfeição. Chegou a hora de dar adeus ao ídolo para contemplar o mito. Descanse em paz e obrigado por tudo, Fernandão!

0 comentários:

Postar um comentário