in

La garantia soy yo! Relembre uma série de gringos que fizeram fiasco no futebol brasileiro

Com a crise econômica vivida
pelos vizinhos Sul-Americanos, o número de gringos que estão atuando no Brasil
é cada vez maior
. E, quando o assunto se refere aos boleiros estrangeiros que
se destacaram no futebol tupiniquim, a lista é grande. D’Alessandro, Tévez,
Rincón, Lugano, Arce, Gamarra, Conca, Sorín, Montillo, Aristizábal, Petkovic
… foram
craques que se tornaram ídolos e conquistaram os torcedores brasileiros. Isso
só para mencionar alguns nomes mais recentes. Agora, e os boleiros “meia-boca”
que fizeram fiasco no nosso futebol, alguém se lembra? Bem, vamos escalar um time
de gringos que não vingaram nos times brasileiros (do goleiro ao centroavante).
Confira!

1 – Tavarelli – Contratado pelo
Grêmio, junto ao Olímpia-PAR, Tavarelli era um goleiro baixo, gordinho e
inseguro. Foi um dos protagonistas do rebaixamento do clube gaúcho em 2004.
2 – Ivan Piris – O São Paulo
foi buscar no Cerro Porteño o lateral que havia se destacado na Copa
Libertadores de 2010. Nunca se firmou e ficará lembrado pela sequência de
dribles que recebeu de Neymar em um Clássico contra o Santos.
3 – Herbella – O zagueiro
argentino chegou em 2004 ao Internacional com o curioso fato de ter um diploma
em medicina. Conhecido por “El Doctor”, o jogador foi um fracasso no colorado.
4 – Escudero – Zagueiro
argentino canhoto, foi o pior inimigo das canelas adversárias quando atuou por
Corinthians e Coritiba. Em 2014 se transferiu para o Criciúma. Um dos maiores
colecionares de cartões que o futebol brasileiro já viu!
6 – Escalona– O Grêmio,
quando disputou a Série B, tinha na lateral esquerda um chileno desengonçado
que cruzava para a área de carrinho. Mais um que não deixou nenhuma saudade.
5 – Mancuso – Outro argentino
que batia muito e jogava pouco. Tinha mais nome que futebol. Conseguiu atuar no
Palmeiras e no Flamengo.
8 – Astrada – Em fim de
carreira, o volante veio do River Plate, onde era chamado de “El Jefe”, para
atuar no Grêmio em 2000. Lento, pequeno e sem força, foi dispensado poucos
meses depois de sua contratação.
10 – Fierro – Chileno que chegou
com status de craque ao Flamengo em 2008. Nunca repetiu as boas atuações do
Colo-Colo.
7 – Trípodi – Esse era
inimigo nº1 da bola. O argentino passou pelo Santos, Atlético Mineiro e Vitória,
sempre marcando poucos gols e fazendo trapalhadas. Só tinha raça!
11 – Amato – Outro argentino
que fracassou no Grêmio. Caro e com pinta de galã latino, perdia gols incríveis.
Pouco fez e foi mandado embora do tricolor.
9 – Santiago Silva (El
Tanque)
– Uruguaio que chegou ao Corinthians em 2002. Jogou cinco jogos e não
fez nenhum gol. Lento, pesado e quebrador de bola. A única alegria que deu a
fiel foi quando atuava pelo Boca Juniors, na final da Libertadores de 2012
conquistada pelo clube paulista.

Fique bem atento à próxima
contratação de um gringo para o seu time. Nem todo “jogador importado” é
sinônimo de qualidade. Aliás, se fizermos uma pesquisa mais elaborada,
certamente as decepções com os jogadores Sul-Americanos são em número maior. Daria
para fazer uns 10 times iguais a este…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que você achou?

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Falcão Garcia, Walcott, Khedira… confira os lesionados que podem ficar fora da Copa do Mundo

De olho na Copa, versátil Hernanes troca a Lazio pela Inter de Milão