segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Aos 35 anos, 'Mago' Deco se despede do futebol. O craque foi vencido pelas lesões!

Deco: craque e vitorioso
Aos 35 anos, Deco anunciou nesta segunda-feira (26/8) que está encerrando sua carreira de jogador profissional.  Sofrendo com seguidas lesões, o luso-brasileiro decidiu pendurar as chuteiras. Após uma carreira vitoriosa na Europa, o meio-campista resolveu voltar ao Brasil para atuar no Fluminense. Entretanto, pouco atuou nas conquistas do Brasileirão de 2011 e 2013 pelo tricolor carioca.

Quando Deco ganhou fama internacional em Portugal, ele ainda era um desconhecido dos brasileiros. Comandado pelo então treinador do clube, José Mourinho, o jogador tornou-se um grande ídolo no Porto, conquistando a Copa da Uefa (2003) e a Champions League (2004). Era o dono do time! Esquecido pelos treinadores da Seleção Brasileira e ídolo em Portugal, Deco obteve a cidadania portuguesa e representou o país em duas Copas do Mundo e duas Eurocopas. Porém, foi no Barcelona que o “Mago” alcançou o auge da carreira.

Ao lado de Ronaldinho, Xavi e Eto’o, Deco transformou o Barcelona no melhor time do mundo. Venceu outra Champions League em 2006 e consolidou-se em uma grande estrela do futebol. Deco jogava demais! Era um meia-armador clássico, técnico e habilidoso. Certamente será lembrado como um dos grandes jogadores da sua época, embora não tenha o reconhecimento merecido no seu país de origem. Ele ainda atuou com algum destaque no Chelsea entre 2008 e 2010, mas as lesões já começavam a atrapalhar o seu rendimento dentro de campo. Termina a carreira de forma triste, mas sempre será lembrado pelos passes mágicos e a técnica fora do comum. Tratou a bola como poucos! Obrigado por tudo, “Mago”!

Confira a nota de despedida de Deco. Abaixo, posto um vídeo com alguns lances do craque.

"É com muita tristeza e pesar que comunico o fim de minha carreira como atleta profissional. Os últimos minutos na quarta feira pelo Fluminense foram os últimos dos 17 anos dentro de campo como jogador de futebol. Gostaria muito de continuar até o final desta Brasileiro e ajudar a colocar a equipe novamente na Libertadores. Mas não estou conseguindo. Quero agradecer ao Fluminense, Celso Barros e todos que trabalharam comigo nestes 3 anos e me deram a oportunidade de jogar no futebol brasileiro. Mais do que isso, pude participar e ajudar a conquistar dois títulos Brasileiros e mais o Campeonato Carioca. Fui muito feliz nesta período no clube. Gostaria muito de ter ajudado muito mais o Fluminense, mas o meu corpo não me permitiu. Deixo claro que me dediquei, esforcei e muitos me apoiaram para que eu seguisse até o final de ano. Fisicamente poderia jogar, mas os meus músculos não suportam mais. Obrigado a todos e pela confiança e carinho".

0 comentários:

Postar um comentário