874

   

sexta-feira, 12 de julho de 2013

No São Paulo, Autuori chega para arrumar a "bagunçada" casa tricolor no Brasileirão

Autuori terá bastante trabalho no tricolor
Ney Franco não resistiu às fracas atuações e os péssimos resultados do São Paulo em 2013. Eliminado do Paulista e da Libertadores, o tricolor busca uma solução para fazer o time engrenar. Quem assume a equipe é Paulo Autuori, campeão da Libertadores da América e do Mundial da Fifa em 2005, justamente pelo clube do Morumbi. A tarefa de Autuori não será das mais fáceis. Em meio a uma crise política, o treinador precisará conviver com pressões de todos os lados.

Entre os desafios do novo comandante está fazer o time voltar a render. O São Paulo acabou bem o ano de 2012, conquistando a Copa Sul-americana e praticando um bom futebol. Neste ano, parece que tudo está dando errado. A sida de Lucas foi caótica. O time ficou se a sua referência técnica. Os problemas físicos e disciplinares de Luís Fabiano reapareceram com tudo. O centroavante só não foi negociado porque não há reposição no mercado. Ganso ainda não é o grande jogador que o clube espera que ele seja (e que todos nós esperamos). Alterna a reserva com jogos medianos. Do meio para trás a situação é ainda pior. Tirando o goleiro Rogério Ceni, que é titular absoluto, os demais são extremamente irregulares. Até mesmo o experiente zagueiro Lúcio alterna boas e más partidas. O time não “encaixou”, está sem confiança.

A preferência da torcida tricolor era por Muricy Ramalho. O presidente Juvenal Juvêncio optou por Autuori. Este é outro fantasma que o técnico terá de conviver. Além disso, diferentemente de outros anos, reforços de peso não foram contratados. Sinceramente, com o atual elenco, não vejo o São Paulo brigando pelo título. Precisaria encorpar mais alguns nomes e, outros do elenco atual, necessitariam subir bastante de produção. Mas, como o campeonato está no início, tudo se encontra em aberto. Agora, se a “barca” São-Paulina não está entre as melhores, pelo menos Autuori melhorou consideravelmente a sua situação. No Vasco, a “caravela” já estava afundando...

0 comentários:

Postar um comentário

Anúncio