874

   

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Nilmar, Saviola e Júlio Batista... Blefes e lentidão nas contratações viraram marcas registradas do Inter

Colorados sonham com a volta de Nilmar
Esta semana o diretor de futebol do Inter, Luís César Souto de Moura, informou via Twitter que o clube está em negociações para contratar Nilmar e/ou Saviola. Embora a direção colorada não costume anunciar essas informações publicamente, a torcida está com os dois pés atrás com essa história. Não é hoje que a gestão do Presidente Giovanni Luigi demonstra falha nas avaliações do futebol do clube e, quanto realiza a leitura correta, atua com demasiada lentidão.

Os colorados já estão fartos das mesmas declarações "Não vamos fazer loucuras", "O clube atravessa uma situação financeira delicada". Ora, todos os clubes brasileiros apresentam dificuldades financeiras. Aliás, o Inter, que apresenta o maior quadro social do futebol nacional, "reclama de boca cheia". Recentemente o clube vendeu os jovens talentos Rodrigo Moledo e Fred para o futebol da Europa, acentuando as carências da equipe. Ficou com o "bolso cheio". Entretanto, as aguardadas contratações de peso não chegam nunca. Para piorar o atual panorama, ainda existe a possibilidade da saída do centroavante Leandro Damião.

Na novela Júlio Batista parece que acabou com final infeliz para o Inter. O jogador deve permanecer na Espanha. Alex, Ex-Inter e Corinthians, foi especulado, mas a negociação parece que nem chegou a ocorrer. Lucho Gonzáles foi dado como provável reforço, mas a direção não confirma. O nome de Scocco, do Newell's Old Boys, surgiu com força, mas já esfriou. Os nomes da vez são Saviola, que não vem se destacando no futebol europeu, e Nilmar, ex-jogador do clube e ídolo da torcida colorada. Por mais que a declaração tem sido bastante forte, eu sou bem reticente sobre os fatos. Para que uma grande contratação seja anunciada no Inter é preciso o aval da ONU, do Papa e do presidente dos EUA. É realmente impressionante. E, isso não acontece apenas no futebol. Quem não se lembra da novela sem fim sobre a história da assinatura de contrato com a Andrade Gutierrez?

Não adianta, o futebol de hoje move cifras altas e requer negociadores habilidosos e ágeis. Não parece que esse seja o perfil da direção do Inter. Por enquanto, a torcida tem que se contentar com a chegada de Jorge Henrique (que foi um bom reforço) e da promessa Alan Patrick. Agora, para quem estava esperando Alex e Júlio Batista, a contratação de Alan Patrick foi frustrante. Quem sabe agora, ao invés de Nilmar e Saviola, venha o Bob Esponja. Este não deve ser muito difícil de contratar. O fato é que ano após ano o elenco colorado enfraquece e os títulos importantes estão cada vez mais distantes.

0 comentários:

Postar um comentário

Anúncio