874

   

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Os trunfos do Olimpia contra o Atlético Mineiro na final da Libertadores 2013

O camisa 10, Salgueiro, é muito perigoso
As principais qualidades do Atlético Mineiro nesta Libertadores já são bem conhecidas dos brasileiros. O time de Cuca costuma atuar com uma linha de quatro jogadores mais presos ao setor, dois volantes de contenção, Ronaldinho e Tardelli na armação das jogadas, Bernard aberto pela ponta e de centroavante. Foi dessa forma que o Galo mostrou um grande futebol e chegou à final da competição Sul-americana. Mas, e como atua o Olimpia, adversário dos mineiros na finalíssima?

O time treinado por Ever Almeida tem na aplicação tática a sua principal característica. Atua geralmente no esquema 3-5-2, embora tenha variações durante a partida. A equipe não prima pela grande qualidade técnica. Porém, marca muito e sai para o jogo em alta velocidade, principalmente pelos lados. Os paraguaios também não ficam nenhum pouco constrangidos em fazer a famosa “ligação direta” da defesa para o ataque.

Entre os destaques do time estão o meia-atacante uruguaio, Salgueiro, e o atacante Barreiro. Os dois são as grandes opções ofensivas do Olimpia, somando 10 gols no torneio. Silva, que atua como um volante que sai para o jogo, também possui qualidade. A segura linha de três zagueiros é outro ponto positivo da equipe, que tem uma das melhores defesas até aqui. A presença dos alas no campo ofensivo deverá ser uma constante, principalmente no jogo de ida.

A bola parada, os cruzamentos e os chutes de longa distância estão entre os grandes trunfos da equipe. Principalmente com o camisa 10, Salgueiro, que bate muito bem na bola. Foi dessa forma que ele anotou os gols que desclassificaram o Fluminense nas quartas de final. Além do mais, o Atlético terá que suportar o pressão do caldeirão, Defensores del Chaco, a onde os paraguaios ainda não perderam na competição. Vale lembrar que o Olimpia é Tri Campeão da Libertadores da América e tem muita tradição em campeonatos Internacionais (esta é a vez que clube fará a final do torneio). No último título (2001), o adversário era outro time brasileiro (São Caetano).

O Atlético Mineiro tem mais qualidade que o Olimpia. Porém, o clube, desde as quartas de final contra o Tijuana, caiu consideravelmente de produção. Os adversários estão mais bem preparados para enfrentar Ronaldinho e Cia. Além do mais, para conquistar uma Copa Libertadores, às vezes é preciso mais do que ter jogadores talentosos.  Em certos casos a vontade pode fazer a diferença. Não há dúvidas que o resultado do 1º jogo será de vital importância. É fundamental que o time de Cuca chegue “vivo” ao Mineirão. Não há favorito!

0 comentários:

Postar um comentário

Anúncio