874

   

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Com 3 rodadas disputadas, já dá para apontar o favorito ao título do Brasileirão em 2013?

O grande equilíbrio vem sendo a característica do Brasileirão 2013, pelo menos até a 3ª rodada. Os jogos estão bem disputados e, em sua maioria, com placares apertados. Ninguém tem 100% de aproveitamento. Todos já pontuaram. Ainda é cedo para fazer grandes prognósticos, mas, pela qualidade dos elencos, já podemos adiantar alguma coisa.

O Corinthians dificilmente não brigará pelo título. Tem um elenco muito forte e caixa para contratar (desculpem o trocadilho). Recém campeão do Mundo, o timão vai apostar todas as suas fichas no Brasileirão. Tem um time sólido e bastante regular. Duas características que marcaram os últimos campeões nacionais. Além disso, nenhum outro clube do Brasil tem quatro atacantes de alto nível (Sheik, Pato, Guerreiro e Romarinho) em seu elenco. É o meu favorito.

O Atlético Mineiro, se for Campeão da Libertadores, tá fora da disputa. Historicamente o vencedor do torneio sul americano relaxa no 2º semestre e se prepara para o Mundial de clubes. Caso perca, se torna um dos fortes candidatos. Também possui um elenco forte.

O São Paulo é outro que não pode ser desprezado. Acostumado a ganhar a competição de pontos corridos, tem uma equipe mediana e pode encorpar ainda com alguns reforços. Se Luis Fabiano ficar e não sofrer com as constantes lesões e Ganso voltar a ser aquele jogador diferenciado, também se torna um dos postulantes.

O atual campeão, Fluminense, também está no pelotão da frente. As lesões vêm atrapalhando bastante em 2013. As convocações também. Se souber administrar esses dois problemas, pode encostar na liderança.

O Botafogo é sempre uma incógnita. Geralmente começa bem o Brasileirão, depois cai e não consegue nem ao menos uma vaga para a Libertadores. Este ano o elenco parece estar mais bem preparado. Ganhou o regional com folga e tem boas peças de reposição. Falta um atacante de maior qualidade. Sem esse jogador, dificilmente leva o caneco.

O Cruzeiro foi um dos clubes que mais modificou a sua fotografia em relação à temporada anterior. Foram várias contratações e dispensas. O time melhorou bastante. Agora, sua situação é semelhante a que vive o São Paulo. Tem bons jogadores, mas que precisam ser mais decisivos. Dagoberto, Borges e Diego Souza precisam assumir papel de protagonismo, como já foram em outros times. Se isso acontecer, vai chegar entre os primeiros.

A situação do Grêmio é a seguinte: fez um time para ganhar a Libertadores e perdeu. Gastou tudo que podia. Não tem mais dinheiro. Já se “desfez” de Moreno e Willian José. Kleber Gladiador é outro que deve sair. Fernando será vendido. Vargas pode voltar para o Napoli, André Santos para o Arsenal. Se for feliz em algumas apostas mais baratas e jogadores da base, pode surpreender. Possui uma equipe experiente e um treinador que já venceu o Brasileirão cinco vezes.

Eu não acredito no Inter. O time tem várias carências. É quase o mesmo do ano passado, inclusive com os mesmo defeitos. Os atacantes são fraquíssimos. Especula-se que serão contratados três nomes de peso. Se isso acontecer, a figura pode ser modificada. Até lá, vai ficar no meio da tabela.

Santos, Flamengo e Vasco, com os atuais elencos, não têm nenhuma chance de conquistar o Brasileirão. Os cariocas, aliás, precisam ficar atentos à parte de baixo da tabela.

Bom, essa é minha análise para os chamados “grandes” do futebol nacional. Não acredito que dentre os demais clubes possa sair um candidato ao título, embora alguns possam figurar inclusive na zona da Libertadores. Mais, isso é tema para outra oportunidade. Vale ressaltar que isso é apenas um prognóstico. Ainda tem muita água para passar por baixo da ponte. Inclusive, a aguardada “janela de transferências”, que pode modificar totalmente o atual panorama. Ainda restam 35 rodadas!

0 comentários:

Postar um comentário

Anúncio