874

   

quinta-feira, 6 de junho de 2013

3-5-2 pode ser o plano B de Felipão na Seleção Brasileira

Se bem conheço o Felipão, ele deve estar “se coçando” para escalar a Seleção Brasileira no esquema 3-5-2.  Com uma safra boa de zagueiros e dois laterais que atacam muito e marcam pouco, a tática pode pintar logo logo no time brasileiro, basta que os próximos resultados não sejam satisfatórios.

Nunca é demais lembrar que Scolari trouxe o Penta jogando com três zagueiros. Na época, foi bastante criticado. A seleção jogava exposta e tomava muitos gols, o que fez o treinador optar por um trio defensivo que tinha Lúcio, Edmilson e Roque Júnior. Deu certo. Tivemos a melhor defesa da competição.

Se a geração de atacantes deixa muito a desejar, na zaga, estamos bem servidos. David Luiz, Dante e Thiago Silva formam a nata de defensores no futebol europeu. Sobrando qualidade no setor, Felipão pode escalar os três juntos. Dante, que é o único canhoto, ficaria no lado esquerdo. David Luiz atuaria na direita. Thiago silva seria o líbero, podendo fazer às vezes de 1º volante quando o time estiver com a bola. Ele inclusive já fez essa função no Milan. Desta forma, Marcelo e Daniel Alves teriam mais liberdade para desempenhar a sua principal qualidade: apoiar o ataque. Teríamos um acréscimo na bola aérea também (ofensiva e defensiva). Com o apoio dos alas, Fred poderia ser servido com mais frequência.

Claro que essa nova formação teria que ser treinada. Não existe mágica. Mas, em hipótese nenhuma, descartaria a possibilidade do 3-5-2. Felipão gosta da ideia e já deve ter esse “plano B” na cabeça. Para mim, não seria nenhuma surpresa.

Confira como ficaria o esquema tático com três zagueiros:

1 comentários:

  1. Anônimo29.6.13

    Gostaria de saber de matéria que Felipão fez quando trouxe o penta ao Brasil, não recordo o nome da revista, só sei que o assunto é fantástico, se alguém souber, por favor me passe....

    ResponderExcluir

Anúncio