quinta-feira, 23 de maio de 2013

Enfim, o Cruzeiro terá um time competitivo no Brasileirão

Após algumas temporadas de campanhas fracas e “namoros” com o rebaixamento, o Cruzeiro aparece com um bom time para a disputa do Brasileirão 2013. A raposa não se deixou abater pela perda de Montillo e foi às compras. Do internacional veio Dagoberto, que sofreu demais com seguidas lesões durante o ano passado. Renegado por Dunga, vem tendo boas atuações. Outro que agregou qualidade ao time foi Everton Ribeiro. Destaque do Coritiba, o meia veio para ser o principal armador da equipe. É muito bom jogador. Quem ainda está devendo é Diego Souza. O camisa 10 é sempre uma incógnita. Tem talento para desequilibrar jogos, mas em diversas oportunidades passa despercebido em campo. Borges é outro que mostra irregularidade. Pode ser o centroavante impiedoso que acabou como artilheiro do Brasileirão em 2011 ou o acomodado que acabou dispensado de São Paulo e Santos. Anselmo Ramon é a opção de um jogador mais “trombador” no ataque.

Nilton foi outro que assumiu rapidamente a titularidade. O volante, que veio do Vasco, pode atuar de 1º ou 2º volante. Assim, Tinga ou Henrique podem ganhar um espaço no meio-campo. Outro que veio de São Januário foi Dedé. Comprado a peso de ouro, tem a tarefa de ser o xerife do time. Deve formar a zaga com o sempre sério Paulão, que atuava no Grêmio. Ceará enfim entrou em forma e será um acréscimo na lateral direita. O lado esquerdo não é o ponto forte. Egídio é bastante irregular. A cabeça da área é outra preocupação. Leandro Guerreiro tem diversas limitações. No Gol está o experiente Fábio, que busca recuperar a boa forma que já o levou a seleção brasileira.

Outros jogadores de qualidade ainda podem aparecer bem no time. São os casos de Luan, que chegou do Palmeiras e de Martinuccio, que ainda não conseguiu emplacar no futebol brasileiro. Ricardo Goulart, que teve atuações razoáveis no Goiás, é outra opção. Quem comanda o elenco azul é Marcelo Oliveira. O treinador se destacou no Coritiba em anos anteriores. Resta saber se pode emplacar em um time de mais “peso” e com ambições maiores.

Além disso, a janela de transferência ainda pode ser um ponto a favor do Cruzeiro. O clube não deve perder ninguém importante. Outros reforços ainda podem chegar. A perda do Campeonato Mineiro, na final, para o Atlético, foi normal. O Galo estava melhor preparado e vem jogando o futebol mais convincente do país. A reabertura do Mineirão é outro trunfo. Jogando no tradicional estádio, o Cruzeiro sempre foi muito forte. Será que o Cruzeiro pode repetir o título Brasileiro ganho há exatos 10 anos? Ainda é muito cedo para cravar algo. O time mineiro teoricamente não está entre os três favoritos. Mas, se encaixar, pode incomodar bastante na Copa do Brasil e Brasileirão. A raposa está de volta!

Provável time titular:
Fábio; Ceará, Dedé, Paulão e Egídio; Nilton, Henrique, Everton Ribeiro e Diego Souza Dagoberto e Borges

Técnico: Marcelo Oliveira

0 comentários:

Postar um comentário